Mutirão vai beneficiar 3.000 pacientes em SP

Foto/Imagem: Foto: Group Publishing

Médico e seu paciente

Pessoas em espera de cirurgias cardíacas na rede estadual de saúde são as prioritárias

A Secretaria de Saúde de São Paulo lançou o mutirão de cirurgias cardíacas. A iniciativa visa ampliar a oferta de atendimentos ambulatoriais e hospitalares com objetivo de beneficiar 3.000 pacientes prioritários que estão em fila de espera de cirurgias cardiovasculares na rede estadual.  

O anúncio foi feito pelo governador Tarcísio de Feitas, em evento no Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, na Capital, na última segunda-feira (3), acompanhado pelo secretário estadual da Saúde, Eleuses Paiva, além do prefeito da Capital, Ricardo Nunes, deputados federais e estaduais, vereadores, gestores de saúde e representantes da classe médica. 

“É uma vitória a gente estar começando este mutirão cardiológico e estou muito feliz por estar aqui no Instituto Dante Pazzanese iniciando um trabalho que vai salvar vidas e fazer a diferença para tanta gente. Vamos começar a atacar essas cirurgias cardíacas e problemas congênitos aumentando a capacidade da rede pública e contratar mais cirurgias na rede privada”, disse ao portal da pasta o governador. 

“Desde o primeiro momento, o governador Tarcísio colocou como meta aumentar o acesso das pessoas ao sistema público de saúde e resolver um problema grave que são as enormes filas. Nós vamos tornar a área da saúde muito mais eficiente e otimizar recursos em um projeto de regionalização que já iniciamos”, reforçou o secretário de Saúde. 

A ação, que integra o Plano de Redução de Filas de Cirurgias Eletivas de São Paulo, receberá investimento de R$ 150 milhões para viabilizar os atendimentos. Segundo a pasta, o objetivo é diminuir o tempo de espera por cirurgias eletivas em quatro grupos priorizados de procedimentos, de acordo com levantamento realizado pela equipe do Instituto Dante Pazzanese e prestadores de serviços habilitados em alta complexidade em cirurgia cardiovascular.  

“O mutirão atenderá pacientes elegíveis para cirurgia de substituição de válvula cardíaca, os com condições congênitas pediátricas, os congênitos adultos e os que necessitam de procedimento para a revascularização do miocárdio”, informa a secretaria.  

A fase inicial do projeto deverá integrar os 17 DRSs (Departamentos Regionais de Saúde), que irão selecionar as unidades de saúde do Estado aptas a oferecer os atendimentos, de acordo com o número de pacientes que serão atendidos pelo programa em cada região. 

Haverá investimento também na ampliação de 50 leitos de enfermaria no Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, na Capital, e reabertura de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e enfermaria fechados no Incor (Instituto do Coração). Reforma e instalação de um aparelho de hemodinâmica, que deverá aumentar a capacidade da unidade para mais 1.200 procedimentos de cateterismo e angioplastia, também foram autorizadas pelo governo do Estado. 

ONCOLOGIA

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, em 60 dias, contados a partir da data do diagnóstico, o mutirão da oncologia atendeu cerca de 31 mil pacientes. “Em menos de 90 dias, todos os 1.536 pacientes que aguardavam avanço no tratamento há até oito meses também foram beneficiados”, relata a nota da pasta. 

Em relação aos investimentos, a secretaria informa que, de janeiro a abril, o governo paulista também aportou R$ 96,7 milhões para a realização de mutirões de 54 tipos de cirurgias de alta e média complexidades. Há ainda a previsão de novas iniciativas visando pequenas cirurgias e especialidades, tais como oftalmologia e ortopedia. 

“Com a aprovação do plano estadual para adesão ao Programa Nacional de Redução de Filas, São Paulo receberá repasses de R$ 131,2 milhões para a realização de cirurgias. Deste total, R$ 94,4 milhões ficarão para a gestão estadual, e o restante será distribuído aos municípios”, complementa. 

Desse total, cerca de R$ 31 milhões foram repassados pelo Ministério da Saúde em junho. O restante deverá chegar conforme o avanço dos serviços registrados pela Secretaria de Saúde. 

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente. Para as publicações patrocinadas: Imagens de produtos, informações sobre serviços e citações são inteiramente de responsabilidade da empresa que patrocina a publicação.

Publicidade

Este site utiliza cookies e tecnologias para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site você aceita nossa  Política de Privacidade.