Presidente deve passar por cirurgia no quadril

Foto/Imagem: Foto: Group Publishing

Presidente passará por cirurgia

Ele reclama de dores, fez infiltração e procedimento deve ocorrer provavelmente em outubro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou na última terça-feira (25) que deve passar por cirurgia no quadril nos próximos meses, provavelmente em outubro. Ele comentou que tem problemas de artrose e também na cabeça do fêmur, que é o desgaste na cartilagem que reveste as articulações, e que as dores têm ficado mais fortes com o passar do tempo.

“Eu quero fazer a cirurgia porque eu não quero ficar com dor. Ninguém consegue trabalhar com dor o dia inteiro. Então, eu sinto que, às vezes, eu estou com mau humor com meus companheiros”, disse ele no programa “Conversa com o Presidente”, transmissão semanal nas redes sociais dele. 

“Às vezes, fica visível no meu rosto que eu estou irritado, que eu estou nervoso. E aí você vai ficando uma pessoa incômoda, você vai ficando uma pessoa chata, você vai ficando uma pessoa que ninguém quer falar ‘bom dia’ para você, mas com medo de tomar um esporro. Então eu tô chegando à conclusão que eu tenho que operar”, relatou. Após o procedimento, assume o cargo o vice-presidente Geraldo Alckmin.

“Enquanto eu estiver me recuperando, o Alckmin fica no comando, sabe? Com total tranquilidade, que eu tenho total confiança no Alckmin, ele é um parceiro extraordinário, e o Brasil vai em frente”, informou.

O presidente tem problemas no quadril já há alguns anos e, no último domingo, após passar por procedimento no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para infiltração na região da perna e do quadril para amenizar as dores, a assessoria da Presidência da República havia informado que se trata de “operação programada, nada urgente”, e que os preparativos para o procedimento estão sendo organizados.

Ele ainda disse que já está se preparando, com regime e atividades físicas. A cirurgia, segundo ele, é razoavelmente rápida, deve ter duração de cerca de duas horas e meia. A recuperação depende da sua disciplina na fisioterapia. A data da cirurgia, segundo ele, será agendada de acordo com as reuniões internacionais que já estão programadas e que são, ainda conforme o presidente, viagens importantes e reuniões em que precisa comparecer.

A primeira dessas reuniões é a Cúpula da Amazônia, programada para acontecer nos dias 8 e 9 de agosto, em Belém, no Pará, que deve ter a presença dos os presidentes do Brasil e dos outros oito países da região, quais sejam, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, e Guiana Francesa.

Para o presidente, o objetivo do encontro é construir posição conjunta, que deverá ser levada à COP28, conferência do clima das Nações Unidas, que deve ocorrer nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 30 de novembro e 12 de dezembro deste ano.

“Brasil, os países da América do Sul que fazem parte da Amazônia, mais os dois Congos (República do Congo e República Democrática do Congo), que nós convidamos para vir à reunião, mais a Indonésia, são os países que têm muita reserva de floresta. Então, o que nós queremos é dizer ao mundo o que queremos fazer com a nossa floresta e dizer o que o mundo tem que fazer para ajudar, porque prometeram US$ 100 bilhões em 2009 e até hoje não saíram esses US$ 100 bilhões”, explicou ele.

O segundo encontro é a Cúpula do Brics, bloco cuja sigla remete a Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que está programada para entre os dias 22 e 24 de agosto.  Em setembro, entre os dias 9 e 10, o mandatário deve estar na Índia, para a Cúpula do G-20, grupo composto pelas 20 principais economias do planeta. O Brasil deverá receber a presidência do grupo para 2024 de forma temporária.

Outra agenda do presidente é a sessão de debates da Assembleia Geral das Nações Unidas no dia 19 de setembro, em Nova York, nos Estados Unidos, reunião em deve ser lançado programa de geração de empregos entre os países, segundo o mandatário da Nação.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente. Para as publicações patrocinadas: Imagens de produtos, informações sobre serviços e citações são inteiramente de responsabilidade da empresa que patrocina a publicação.

Publicidade

Este site utiliza cookies e tecnologias para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site você aceita nossa  Política de Privacidade.