Sirenes anti-tempestade chegam ao litoral de São Paulo após tragédias na região Sul do Brasil

Foto/Imagem: Foto : Group Publishing

Sirenes policiais desfocadas

Depois das tragédias no Rio Grande do Sul, Guarujá e São Sebastião, cidades litorâneas de São Paulo, se preparam para receber um reforço fundamental na prevenção de desastres naturais. Sirenes de alerta contra temporais serão implantadas, um investimento de R$ 4,6 milhões pelo Governo do Estado, em áreas de risco. A expectativa é que essas “sirenes anti-temporal” entrem em operação antes da temporada de chuvas de verão, trazendo um novo nível de segurança para essas comunidades.

Após os recentes eventos climáticos que causaram devastação no sul do Brasil, as cidades costeiras de Guarujá e São Sebastião, no litoral de São Paulo, estão se preparando para uma significativa melhoria na segurança pública. 

Autoridades anunciaram a instalação de sirenes de alerta contra tempestades, um investimento de R$ 4,6 milhões pelo Governo Estadual por meio da Defesa Civil. As sirenes serão estrategicamente posicionadas em áreas propensas a desastres causados por intempéries.

Os catastróficos episódios recentes, como o volume recorde de chuva em Guarujá, com aproximadamente 400 milímetros em apenas 24 horas, o maior em sete décadas, e a tempestade que assolou São Sebastião, resultando na trágica morte de 64 pessoas e o deslocamento de várias famílias, serviram de alerta para a necessidade urgente de medidas preventivas. 

As novas “sirenes anti-temporal” entrarão em operação antes da temporada de chuvas de verão, que ocorre entre dezembro e fevereiro, com o objetivo de aumentar a segurança da população moradora e também dos turistas.

A seleção dos locais de instalação das sirenes levará em consideração os históricos desastres anteriores causados por tempestades, garantindo que áreas mais vulneráveis estejam adequadamente cobertas. 

Licitação

O processo licitatório para aquisição dos equipamentos está programado para as próximas semanas, marcando um avanço significativo na prevenção de desastres naturais nessas cidades litorâneas.

Segundo a opinião de especialistas, a tragédia recente no Rio Grande do Sul, com a passagem de um ciclone extratropical que resultou em dezenas de mortos e desaparecidos, reforça a importância de tais medidas de prevenção e alerta. 

A atualização do número de vítimas pela Defesa Civil estadual sublinha a urgência em todo o país de estar preparado para eventos climáticos extremos. 

A instalação das “sirenes anti-temporal” em Guarujá e São Sebastião é um passo significativo na direção certa, proporcionando uma camada adicional de segurança para as comunidades costeiras em risco. 

Conforme essas tecnologias entram em funcionamento, elas trazem esperança de um futuro mais seguro para as áreas vulneráveis à fúria da natureza.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente. Para as publicações patrocinadas: Imagens de produtos, informações sobre serviços e citações são inteiramente de responsabilidade da empresa que patrocina a publicação.

Publicidade

Este site utiliza cookies e tecnologias para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site você aceita nossa  Política de Privacidade.