Educação e Ensino

Bônus de educação em SP: mais de R$ 450 milhões para 181 mil profissionais.

No dia 6 de outubro, São Paulo celebrará uma conquista notável na área da educação. Mais de R$ 450 milhões serão destinados a 181.702 profissionais da Educação, reconhecendo seu compromisso e excelência no ensino. Esse bônus, baseado em critérios rigorosos de desempenho educacional, destaca o valor da educação e dos educadores na construção de um futuro promissor para o estado. Mais de R$ 450 milhões em bônus serão pagos pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), em 6 de outubro de 2023, a 181.702 profissionais da educação.  Essa bonificação é calculada a partir dos resultados obtidos pela

Leia mais

Aprovado programa de escola em tempo integral

MEC estima investimento de R$ 4 bilhões e criação de 3,2 milhões de vagas até 2026   O PL (Projeto de Lei) que cria o Programa Escola em Tempo Integral foi aprovado na última terça-feira (11) pelo plenário do Senado Federal. Segundo o texto do PL, de número 2.617, de 2023, será permitido à União financiar a abertura de matrículas em período integral nas escolas de educação básica, por meio de transferências para Estados e municípios. Iniciativa do governo federal, o texto agora vai para análise do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que, aprovado, entre em vigor. De acordo

Leia mais

SP vai dar acesso a 13 mil vagas em cursos

Governo autorizou aplicação de prova de nível médio para ingresso em universidades públicas estaduais O governo de São Paulo autorizou a criação de nova porta de entrada às universidades públicas do Estado. Trata-se do Provão Paulista, destinado aos estudantes do ensino médio da rede estadual que vai dar acesso a cerca de 13 mil vagas já a partir do ano letivo de 2024 em cursos de nível superior em universidades como USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia) do Centro Paula Souza. O anúncio foi feito na última segunda-feira (10) pelo governador

Leia mais

Capes flexibiliza acúmulo de bolsas

Novas regras permitirão que alunos de mestrado, doutorado e pós acumulem bolsa com emprego A Capes (Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação), flexibilizou o acúmulo de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado com outras remunerações. A portaria com as novas regras, publicada nesta quarta-feira (12) no DOU (Diário Oficial da União), autoriza outras fontes de rendimento associadas ao benefício, porém, proíbe o acúmulo de mais de uma bolsa para a mesma finalidade. Em suma, a partir de agora está proibido o acúmulo de bolsas nessas modalidades com outras bolsas de

Leia mais

Este site utiliza cookies e tecnologias para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site você aceita nossa  Política de Privacidade.