São Paulo: o gigante na produção nacional de amendoim

Foto/Imagem: Foto : Group Publishing

Amendoim

O Estado de São Paulo, celebrando o Dia do Amendoim em 13 de setembro, destaca seu papel preponderante no mercado brasileiro dessa deliciosa leguminosa. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado reconhece a significativa presença do amendoim na dieta dos brasileiros, com grande parte desse sucesso atribuída à pesquisa científica e à extensão rural.

As variedades desenvolvidas pelo renomado Instituto Agronômico (IAC-Apta), como parte do principal Programa de Melhoramento Genético de Amendoim do Brasil, dominam 80% da área cultivada em São Paulo, o estado líder na produção, responsável por 90% da safra nacional de amendoim. 

No epicentro desse sucesso estão as cultivares IAC 503 e IAC OL3, que representam 60% da produção total.

Sob a liderança do pesquisador Ignácio Godoy, o Programa de Melhoramento Genético do Amendoim IAC é altamente adaptável às necessidades e às demandas do mercado. 

Um marco importante é o desenvolvimento de cultivares de amendoim alto oleico, uma característica fundamental que reduz a rancificação dos grãos, estende a vida útil dos produtos de amendoim e traz benefícios para a saúde dos consumidores. 

Esses novos materiais IAC demonstram estabilidade na produção, destacando-se tanto em ambientes favoráveis quanto em condições desafiadoras.

Crescimento de produção na safra 2022 e 2023

Outro ponto alto é o notável crescimento da cultura do amendoim na safra agrícola de 2022/23, que superou o ciclo anterior em expressivos 10,8%. 

A produção atingiu a marca de 736,3 mil toneladas, de acordo com um levantamento realizado entre 1º e 7 de junho pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati/SAA) em todos os 645 municípios paulistas.

Internacionalmente, o amendoim continua em alta, com São Paulo liderando a produção nacional. As regiões de Tupã (13,6%), Marília (12,7%), e Jaboticabal (12,2%) são as principais áreas produtivas do estado.

Um estudo notável sobre aspectos relacionados à saúde, bem-estar, matérias-primas e aditivos em produtos de amendoim industrializados foi lançado no início deste semestre pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital-Apta). 

O relatório gratuito, intitulado “Amendoim Industrializado: Nutritivo, Seguro e Presente na Cultura Brasileira”, revelou que 93,3% dos produtos de amendoim comercializados no Brasil não contêm corantes, 89,9% não possuem antioxidantes e 87,1% são livres de conservantes. 

A maioria desses produtos apresenta ainda características positivas, como a presença de proteínas e fibras alimentares.

Com São Paulo como ponto central da produção nacional de amendoim e a liderança do IAC-Apta na pesquisa e desenvolvimento de variedades, o futuro dessa leguminosa na dieta dos brasileiros parece brilhante e promissor. 

Este estado continua a ser o grande guardião e promotor do amendoim no Brasil, beneficiando a saúde e o paladar de milhões de pessoas em todo o país.

*Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente. Para as publicações patrocinadas: Imagens de produtos, informações sobre serviços e citações são inteiramente de responsabilidade da empresa que patrocina a publicação.

Publicidade

Este site utiliza cookies e tecnologias para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site você aceita nossa  Política de Privacidade.